domingo, 25 de dezembro de 2011

Construir - CALÇADAS

Uma coisa que minha mãe realmente gosta é de reformar a casa! Afinal de contas morar bem é uma arte que precisa ser preservada em cada família. Esse ano nossa casa passou por algumas modificações e melhorias. Mas, algumas outras melhorias estão por vir. E um assunto que tem incomodado é a calçada externa e do pátio no qual o carro fica estacionado. Mediante a tantos impasses sobre qual o melhor material, resolvi fazer uma rápida pesquisa para decidirmos o material que melhor atenderá as necessidades da família.
Desta forma, resolvi publicar uma ideia de guia para ajudar a todos que estão ansiosos por reformar ou construir algo. Antes de qualquer Obra é sempre bom definir alguns parâmetros, para que no correr não imprevistos sejam evitados ou, ao menos, minorados. Exemplo:
1. Mão-de-obra qualificada. Aqui na região para diversos tipos de serviço está escassa, é necessária uma busca e um estudo bem detalhado para não entrar numa furada e ficar com uma Obra entalada.
2. A verba destinada pra Obra. Realidade é fundamental neste momento, cada reforma pode se tornar um desfalque se for mal planejada e administrada erroneamente.
3. O auxílio de profissionais para planejamento.
4. O acompanhamento da Obra, não basta comprar materiais e contratar profissionais. Já dizia o antigo ditado: "São os olhos do dono que engordam o rebanho". Seja um cliente participativo, mas não deixe de confiar na Equipe contratada. O bom senso é sempre um excelente caminho.

Agora vamos falar de piso externo - calçadas: 
- As calçadas devem ter superfície regular, contínua, firme e antiderrapante em qualquer condição climática, executados sem mudanças abruptas de nível ou inclinações que dificultem a circulação dos pedestres. Observe os níveis dos vizinhos, para que haja concordância entre os níveis das calçadas já executadas, desde que estas também estejam em conformidade com a inclinação devida.
- As tampas das concessionárias (rede de água, esgoto e telefonia) devem ficar livres para visita e manutenção. O piso construído na calçada não poderá obstruir estas tampas, nem formar degraus ou ressaltos com elas.
Atenção: nenhum degrau poderá ser feito na calçada! As rampas para acesso de veículos ou demais nivelamentos entre a calçada e a edificação deverão ser acomodados na parte interna do terreno. É proibido por lei, construir rampas para veículos na faixa da calçada, porque atrapalham a circulação dos pedestres, principalmente aqueles com dificuldade de locomoção.
Caso, surgiam dúvidas quanto a execução de calçadas consulte a Secretaria de Obras ou de Planejamento Urbano de sua Cidade, e documentos como o Código de Obras. Essas são ferramentas úteis para quem deseja construir de maneira correta.
- Mais informações no site da Maski, um site muito interessante de Santa Catarina.

Sobre materiais para piso externo:
Pesquisando nas lojas de materiais de construção e até mesmo na Internet vasta é a quantidade de materiais com diversas utilidades. Para facilitar aproveito para postar alguns mais interessantes e algumas informações.

1. Pisos Intertravados:


VANTAGENS:

- Utilização Imediata: Não havendo necessidade de acabamento superficial, o pavimento com piso intertravado - bloquete poderá ser liberado ao tráfego logo após o assentamento.

Facilidade de Manutenção: A possibilidade de remoção parcial ou total do pavimento de forma rápida, sem quebra ou perda das peças e com reaproveitamento das peças removidas. Facilita imensamente as operações de reparos, instalação de canalizações subterrâneas e correção de recalques. No caso de se dar outra destinação ao local, as peças poderão ser até mesmo reaproveitadas em outra obra.

Estética: As peças do piso intertravado - bloquete podem ter dimensões, formas, textura superficial e cores variadas, o que possibilita aos municípios, bairros, condomínios etc., personalizarem, ornamentarem e sinalizarem suas pavimentações.

2. Piso de Cimento:

O piso mais simples que se pode fazer, é o piso de cimento sem revestimento. É usado assim por ser o mais barato, mas tem dois graves defeitos , mancha muito e produz constantemente uma poeira muito fina. Existem duas maneiras de contornar estes dois problemas: 
1 - Pintar o chão com tinta para pisos de cimento: pronta para usar, boa resistência ao atrito, simples de lavar.
2 - Aplicar sobre o cimento um produto impermeabilizante, que fecha os poros, endurece o piso e dificulta manchar o chão.


3. Piso Cerâmico:
O piso cerâmico em suas várias qualidades tem uma enorme diversificação de desenhos, formas e cores. É um dos mais usados na moderna construção civil, por ser bonito, durável e fácil de limpar, usado em exteriores e interiores. Há muita variedade, inclusive com peças especiais para calçada, que são antiderrapantes e com PEI (resistência a abrasão) maior que três. Manutenção: simples, feita com água e sabão.

DICA: Leia também sobre Ladrilho Hidráulico,

Algumas Imagens de Calçadas para estimular sua criatividade!


 

Vou comentar esta última, pois seria minha escolha para nossa casa em Cachoeiro /ES. Visto que atenderia toda as necessidades e ainda seria mais resistente.

Características: Esta pedra é usada em decorações de paredes em geral e muito utilizada em calçadas e caminhos com tráfegos intensos, pela sua resistência, por ser um granito bruto tem muita aderência podendo ser utilizada em rampas p/ estacionamento e assim satisfazendo sua necessidade de beleza em aparência e não deixando de ressaltar a qualidade sobre o produto. 

Vale a pena conferir estes sites, muita coisa interessante:

Nenhum comentário: